Direitos de Imagem

Direitos de Imagem
"Imagens do blog origem google)

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

O PONTO NEGRO


Certo dia, um professor chegou na sala de aula e disse aos alunos para se
prepararem para uma prova-relâmpago.
Todos acertaram suas filas, aguardando assustados o teste que viria.
O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada
para baixo, como era de costume.
Depois que todos receberam, pediu que desvirassem a folha.
Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto
negro, no meio da folha.
O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o
seguinte:

- Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo.

Todos os alunos, confusos, começaram, então, a difícil e inexplicável tarefa.
Terminado o tempo, o mestre recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e
começou a ler as redações em voz alta.
Todas, sem exceção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações por sua
presença no centro da folha.
Terminada a leitura, a sala em silêncio, o professor então começou a explicar:

- Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós. Ninguém
na sala falou sobre a folha em branco.
Todos centralizaram suas atenções no ponto negro. Assim acontece em nossas vida.
Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos
centralizamos nos pontos negros. A vida é um presente da natureza dado a cada
um de nós, com extremo carinho e cuidado.
Temos motivos para comemorar sempre. A natureza que se renova, os amigos que se
fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente
presenciamos. No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro!
O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento
difícil com um familiar, a decepção com um amigo.
Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temos
diariamente, mas são eles que povoam nossa mente.
Pense nisso!
Tire os olhos dos pontos negros de sua vida.
Aproveite cada bênção, cada momento a natureza lhe dá.
Creia que o choro pode durar até o anoitecer, mas a alegria logo vem no
amanhecer.
Tenha essa certeza, tranqüilize-se e seja .... FELIZ

Recebido por email
Imagem google

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

web mensagens


segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Maíra Cintra






"Ainda bem que Deus vê, que ele sabe que nada está sendo em vão, que as coisas não estão sendo fáceis, que meus erros não são propositais, que meus esforços merecem uma recompensa. Ainda bem que Deus sabe onde está o erro, ele sabe onde falta e onde sobra, onde há verdade e onde há mentira. Ainda bem que Deus me protege, que ele devolve todo mal arremessado, que me blinda de todo mal olhado, que me sobra fé pra continuar, vontade para tentar e sabedoria para perdoar."

Maíra Cintra


http://pequenasepifaniaseoutrosdevaneios.blogspot.com.br/

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Devaneios







Às vezes precisamos voltar para podermos seguir.
Há pessoas, relações que por mais que sejam intensas, importantes, precisamos abrir mão para que o novo possa nos alcançar. Não sei bem qual o momento exato em que as coisas param de fazer sentido, o que aprendi foi que se em determinada área as coisas não vão bem, devemos nos voltar para outra área que nos mova. O movimento é a principal atividade, correr atrás das coisas concretas, correr para ser melhor.
Ouvi dizer que esse era um ano de plantar, então tenho dois meses para plantar o que não consegui plantar em um ano.
As pessoas são diferentes, às vezes somos nós que as machucamos, em outras somos nós que acabamos feridos. A dor é algo bom, mostra que ainda estamos vivos.
Minha mente se transporta para muitos lugares, se enche de esperança, sofre, mas sempre mantém o olhar no horizonte, a fé no futuro. O presente é o lugar de luta pelo futuro que se almeja.
Brisa fria, noite silenciosa, parece que até contemplar a nova vestimenta que minha alma está vestindo. Noite, você é minha cúmplice e confidente...

Karlinha Ferreira

http://karlinhanf.blogspot.com.br/

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Web Mensagens


“A parceria é forte, a curtiçao é louca e a amizade é eterna!”
““Olá” é a palavra mais poderosa contra a solidão.”

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Um Verdadeiro Amigo



Não pense que amigo é somente aquele que lhe oferece o ombro na hora em que você mais precisa. Muitas pessoas são ótimas “amigas” quando você está por baixo. Consolar pessoas as fazem sentir-se importantes. Mas esses mesmos “amigos” talvez não tolerem o seu sucesso e seus momentos de felicidade, sentindo-se inferiores e questionando o seu direito a ser feliz.

Amigo de verdade não é somente quem te consola quando você chora, mas quem se alegra ao ver você sorrir!

Amigos que só estão com você para usufruir de benefícios e outras amizades que você possui não são amigos, são pessoas interesseiras e calculistas. Se você possui qualquer vantagem, observe se as pessoas a quem você chama amigos não estão a seu lado apenas por causa dessa vantagem. Elas estão com você por você e apenas por você? Ou estão com você por quem você é, por quem você conhece, pelo que você sabe, ou pelo que você possui?

Amizade verdadeira possui um interesse interessado e não interesseiro. Um amigo de verdade está interessado em te ver feliz e não age de maneira interesseira buscando ser feliz através de você.
(...)

(Carlos Hilsdorf)

domingo, 7 de setembro de 2014

Não somos perfeitos...




As vezes tentamos ser os melhores,
tentamos ser perfeitos...
Porque vemos o outro com uma perfeição,
que ele não tem...
Até porque pessoas perfeitas não existem...
Mas mesmo sabendo disso, mesmo assim,
ainda tentamos fazer o melhor, ser o melhor..
Não queremos decepcionar, queremos apenas agradar..
E nesta angustia de sempre agradar, é que as vezes nos perdemos..
Ai a insegurança bate, ficamos com medo de perder o que temos,
neste momento é preciso respirar fundo, e ter a certeza que não somos
perfeitos, erramos sim... Mas que nunca é tarde para se concertar,
se arrepender dos erros...
Nos permitir ser como somos, sem medo...
E deixar que nos estendam a mão, que cuidem,
sem ficarmos nos martirizando pelos erros passados..
..

Bom meus queridos, hoje senti a necessidade de escrever sobre isso...rs
Espero que concordem comigo, ou que ao menos gostem..
A todos um belo final de semana..
E beijinhos doce...


http://suzisubmissa.blogspot.com.br/

sábado, 6 de setembro de 2014

Lembrete





O nível de confiança que você deposita nas pessoas é diretamente proporcional à decepção que elas irão lhe causar.




http://mensagemefemera.blogspot.com.br/2011_11_01_archive.html

Soneto Repentino






De repente o adeus fez-se preciso
Triste despedida como a gaivota solitária
E a melancolia fez-se necessária
E do júbilo fez-se o lamentar conciso. 

De repente do amor fez-se o sumiço
Que transforma o apaixonado em pária
E da paixão fez-se escuridão extraordinária
E do sorriso sincero fez-se o penar fixo. 

De repente, não mais que de repente
Fez-se de demônio quem se fez angelical
E de desiludido o que se fez crente. 

Fez-se da vida terrena existência banal
Fez-se da dor companheira natural
De repente, não mais que de repente.




http://mensagemefemera.blogspot.com.br/2011_11_01_archive.html

Epifanias de Lara Utzig

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Caio Fernando Abreu










Em seguida vieram o tempo, a distância, a poeira soprando. 
Mas eu trouxe de lá a memória de qualquer coisa macia que tem me alimentado nestes dias seguintes de ausência e fome. Sobretudo à noite, aos domingos. 
Recuperei um jeito de fumar olhando para trás das janelas, vendo o que ninguém veria.
Caio Fernando Abreu

Caio Fernando Abreu







Eu vou ficar esperando você […] bem no meio duma praça então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme só olhando você sem dizer nada só olhando e pensando meu Deus mas como você me dói de vez em quando.
Caio Fernando Abreu

http://caiofabreucfa.tumblr.com/

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Esperança

Esperança

Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Mario Quintana

Texto extraído do livro "Nova Antologia Poética", Editora Globo - São Paulo, 1998.

Amor






 Amor é receber cuidados e carinho quando não se está doente.





: http://www.mensagenscomamor.com/frases/frases_apaixonantes.htm#ixzz3AjMcvAfI

sábado, 9 de agosto de 2014

Ana Paula Ramos






"Há quem julgue os nossos passos, critique as nossas ações, menospreze os nossos feitos e deboche das nossas conquistas. Há quem não compreenda os nossos ideais, não comungue com os nossos valores mais preciosos, não valorize os nossos esforços nem veja mérito algum na nossa luta. Há o egoísta. O maledicente. O sabotador. O falso amigo. Há quem não concorde com a nossa causa. Há quem não nos incentive no nosso propósito. Há quem não leve a sério os nossos sonhos. Há quem simplesmente não queira o nosso bem.

Ao longo do caminho, pode ser que você se depare com alguém assim. Alguém que não veio para somar na sua vida, mas que, por incrível que pareça, pode te ensinar (e muito!) sobre força, coragem, fé e confiança em si mesmo. Alguém que obviamente você não terá como amigo, mas que te fará sempre se lembrar da importância da amizade e da benção que é poder ter ao nosso lado pessoas que nos incentivam e nos encorajam a seguir em frente, mesmo que a jornada seja repleta de percalços e desafios (muitos deles!), que às vezes nos parecem impossíveis ou difíceis demais de serem vencidos.

Se a graça da vida está na trajetória, cabe somente a nós escolhermos em quem e em quê vamos prestar atenção. Onde, afinal, colocaremos o nosso foco? Naquele que nos diminui, que nos empaca, que nos menospreza, que debocha das nossas conquistas e dos nossos sonhos? Ou naquele que, por outro lado, nos incentiva a sermos o melhor que podemos ser, nos enxerga melhor do que realmente somos e, mesmo que nos faça colocar os pés no chão de vez em quando, nos encoraja a enfrentar os desafios da vida e a lutar por aquilo em que acreditamos?

A escolha é nossa, porque o poder de escolha ninguém pode nos tirar. Ninguém.

Se quer um conselho, no entanto, concentre-se no caminho, não no destino. Tenha a coragem de entrar em ação e lutar pelos seus sonhos, não importa o que digam ou pensem sobre você. E, principalmente, foque no que te faz sorrir, no que te faz melhor, no que te faz crescer e evoluir espiritualmente, mesmo que a trajetória seja longa, labiríntica, arriscada e repleta de desafios.

Queira o risco. Queira o desafio. Queira viver uma vida intensa e apaixonada. Desdobre-se para ser o melhor que pode ser, revire-se do avesso, mostre que o impossível é questão de ponto de vista e, mesmo com medo, mesmo com receio, siga em frente.

Não dê tanta importância assim para a opinião dos outros. Ah... Há quem só consiga sentir poder alimentando-se das nossas fraquezas, dos nossos medos, dos nossos pequenos deslizes. Há quem sinta prazer quando o outro erra.

Mas eu te pergunto: é para essas pessoas que você quer viver? É por elas que você faz as suas escolhas? É por medo do que elas vão pensar ou falar a seu respeito que você continua na zona de conforto?

Veja bem, você pode fracassar, sim. Você pode errar, sim. Pode ser que você se machuque, que sinta dor, que chegue ao fundo do poço e tenha que acreditar em pequenos milagres para recomeçar. Mas é a luta que fará de você o herói da sua própria história.

Porque só vive de verdade quem arrisca. Porque só vive de verdade quem dá a cara à tapa, arregaça as mangas, deixa cicatrizar as feridas. E vai. "

Ana Paula Ramos


http://pequenasepifaniaseoutrosdevaneios.blogspot.com.br/

terça-feira, 29 de julho de 2014

Fabio de Melo

"Porque só nos ama, só vai ficar até o fim, aquele que, depois da nossa utilidade, descobrir o nosso significado"






"Quer saber se você ama alguém? Pergunte a si mesmo, quem nesta vida que pode ficar inútil pra você sem que você sinta o desejo de jogá-lo fora. E é assim que nós descobrimos o significado do amor...
Só o amor nos dá condições de cuidar do outro até o fim! Feliz daquele que tem ao fim da vida, 
a graça de ser olhado nos olhos, e ouvir a fala que diz: - Você não serve pra nada, mas eu não sei viver sem você!"



Fabio de Melo
http://pequenasepifaniaseoutrosdevaneios.blogspot.com.br/

Ique Carvalho






- alguns suspiros duram mais que um segundo -

Ique Carvalho

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Marla de Queiroz







"Que esta noite acolha a saudade ancorada e todas as estrelas desabotoadas do céu.
 Que haja abrigo do frio sob a lua, e que as cabeças possam repousar no colo do cansaço e superar mais este dia de escassez para uns, de aconchego e cama quente para outros. 
Que a esperança agasalhe nossos sonhos para que nada envelheça nosso sorriso.
 Que haja uma pausa para as reclamações e que a gratidão impere dando a importância maior que têm as coisas corriqueiras.
 Que um manto amoroso contagie nossa rotina e nossas palavras fluam responsáveis, compreensivas e delicadas quando destinadas ao Outro.
Que tenhamos boas intenções e generosidade. 
E que sejamos alvos e portadores de boas notícias.
Desejo paz."

(Marla de Queiroz)

terça-feira, 8 de julho de 2014

Otimismo em rede







"O verdadeiro otimista tem o dom de saber que algo vai dar certo não por presunção, mas simplesmente por acreditar que a força que define o que vai dar certo ou errado em sua vida está em seu interior, em suas competências, em sua fé." (Luis Alves,

"Talvez, ao me ouvir falar em felicidade, você se pergunte se eu não tenho problemas, se tudo dá sempre certo para mim, se nunca passei por uma grande dificuldade que me tenha deixado marcas, a resposta é claro que sim, superei e estou aqui."

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Diamantes não se moldam







Diamantes não se moldam, lapidam-se, limpam-se suas arestas, dá-se polimento, mantendo-se as suas características mais preciosas.



      Os verdadeiros diamantes não são formatados ao bel prazer do  mestre joalheiro, pelo contrário; é a maestria deste que faz com que perceba a forma final da pedra com a qual trabalha.



      De um diamante, retiram-se os excessos, respeitando o núcleo da gema preciosa que se tem nas mãos. A forma já é pré-existente, é apenas estimulada a surgir em sua plena beleza.



      Ao contrário de um vaso de barro, os diamantes não admitem ser moldados ao bel prazer do artista, afinando ou engrossando as suas paredes, acinturando ou dilatando o seu bojo.



      O diamante já existe por si, não é fruto da manipulação de uma matéria prima disforme.



      A argila, nas mãos de um brilhante oleiro, ganha formas magistrais; nas mãos de um artista, ganha cores e desenhos intrigantes, quando o barro é cozido, vitrificado, envernizado, etc, criam-se verdadeiras obras de arte de imensa beleza ou singeleza funcional.



      O valor do vaso é fruto da perícia do artista, de sua habilidade em tornar a matéria prima bruta em um objeto de valor agregado.



      Os diamantes, ao contrário,  já tem seu valor por si mesmos, independem das mãos do artista para que tal valor exista. O que o artista faz é simplesmente extrair do diamante o melhor  de si, tornando-o mais brilhante, polindo suas arestas, lapidando-o e incrustando-o em jóias delicadamente trabalhadas para receber a pedra preciosa.



      Se, da argila, faz-se ao mesmo tempo vasos de fina porcelana ou rústicos e funcionais tijolos ou blocos, ou ainda, apenas se abandona num canto a matéria prima, até que se encontre utilidade para ela; dos diamantes não saem senão diamantes. Ninguém deixa um diamante descansando num canto,… antes se valoriza a pedra bruta que se tem nas mãos, trabalha-se sobre ela até extrair o máximo que sua beleza pode oferecer.



      Vasos, por maior que seja seu valor e beleza, quebram-se, descascam-se, lascam-se, perdem a cor e o brilho…diamantes jamais se partem. Diamantes são eternos!



      Podem ter seu brilho embotado pela poeira do tempo, as jóias onde estão incrustados podem partir-se, mas o diamante sobrevive, sua essência persiste.



      Os seres humanos, em sua magnífica diversidade, são blocos de argila ou diamantes brutos. Reconhecer o que se tem nas mãos é tarefa que só pode ser plenamente desempenhada  por quem tenha em si a capacidade de ver  com olhos atentos.



      Quando nos falta a sensibilidade e a perícia para perceber a diferença entre um e outro, muitas vezes procuramos pegar um diamante e tentar moldá-lo às nossas exigências. Ora, como um diamante não se molda dessa maneira, com essa facilidade, acabamos por confundí-lo com um pedaço de argila impuro, e o descartamos como algo de pouco valor.



      Pessoas manipuladoras, via de regra, preferem trabalhar com argila, `a qual, com algum esforço, tornam úteis aos seus objetivos mais imediatos, moldando-a à seu bel prazer.



      Já o mestre joalheiros, acostumados a compreender que a beleza vem de dentro para fora, precisando apenas ser desvendada, não tem pressa em seu labor, e não se importam se o diamante trabalhado, ficará ou não em suas mãos, o seu propósito, do mestre, é fazer brilhar a jóia, sua satisfação é a de realizar um trabalho bem feito, sabe que o fruto de sua dedicação não repousa nas vantagens imediatas que seu trabalho possa oferecer, e sim no brilho próprio da gema que passou por suas mãos.



      Diamantes ou argila, oleiros ou mestres joalheiros, opções de papéis que podemos exercer em nossas vidas.



      Quando assumimos o nosso papel, e deixamos de lado as opiniões, nem sempre isentas de interesse, de outras pessoas, passamos a caminhar pelo nosso próprio caminho, com o coração leve e sereno, livre dos falsos sorrisos e do peso de abrir mão de nossa felicidade para agregar os aplausos do mundo ou parte dele.



      Nem sempre é fácil a caminhada, mormente diante de opções que nos façam escolher entre fazer parte dos vasos expostos em uma galeria, reproduzindo o que todos fazem, ser mais um entre outros tantos, recebendo o aplauso comedido dos iguais, ou preservar conosco os diamantes que a vida nos oferece, vez por outra, em sua forma bruta e que desistimos de lapidar, às primeiras dificuldades, ou por que não nos sentimos capazes de tal tarefa, ou por que não percebemos seu valor, ou ainda por que nos importamos demais com as aparências e com que os outros possam achar de nossa insistência.



      Oleiros há muitos, não é preciso muito para se fazer tijolos, um pouco mais para se esculpir o barro. Mestres joalheiros são mais raros, mais especializados, assim como os diamantes são mais raros do que a argila.



      Deus não põe diamantes nas mãos de oleiros para que sejam lapidados, se um diamante te cair nas mãos, saibas que tens a capacidade de lapidá-lo.



      Não trate diamantes como argila! Saiba ver o seu brilho escondido; aprenda com ele, e por certo, ao mesmo tempo que lapidas a pedra, tua própria alma sofrerá as transformações necessárias para o teu próprio crescimento.



      Mas, se desprezas o diamante, e a riqueza da experiência, preferindo ser barro ou oleiro, pode ser que , nunca mais, tenhas um diamante em tuas mãos.



      Já, a argila…



Jorge Linhaça



http://amizadepoesia.wordpress.com/2008/01/11/diamantes-nao-se-moldam/

domingo, 22 de junho de 2014

Camila Heloise








Não é possível modificar o que foi feito. 
Nem dá para apagar algo do qual nos arrependemos e fingir que nunca aconteceu.
 Mas há a generosidade da vida que nos permite dormir hoje e acordar amanhã, prontos para evitar novos enganos ou repetir os velhos.

___ Camila Heloise 


sexta-feira, 20 de junho de 2014

O MELHOR EMPREGO PARA TRAIR


Arte de Eduardo Nasi




Não é plantonista de hospital, não é mafioso, não é motorista de caminhão. Encontrei qual a melhor ocupação para exercer a infidelidade. A melhor de longe.

Não sofrerá nenhuma ameaça de fim de casamento, não será pego em flagrante, muito menos incriminado por vizinhos e denunciado por fofoqueiros. Traz segurança total para as puladas de cerca elétrica.

O trabalho dos sonhos dos adúlteros é o Serviço de Proteção às Testemunhas.

Não precisa dizer nunca onde estava para sua esposa, é somente responder:

— Desculpa, amor, são informações secretas e privilegiadas. Não pretendo colocar a vida de nossa família em risco.

Não precisa se contradizer na mentira e pecar pelo excesso de detalhes, maior trauma masculino.

Não precisa atravessar madrugadas com discussões de relação e acareações com os amigos.

Não precisa ir ao banheiro sempre com o celular.

Não precisa contar como foi seu dia e interromper os programas prediletos de televisão.

Não precisa inventar horas extras e jantares de negócios.

Não precisa se concentrar em decorar suas próprias versões.

Não precisa esconder notas e bilhetes, eliminar conversas pornográficas inbox,  apagar mensagens no whatsapps e SMS.

Não precisa trocar senhas desesperadamente.

Não precisa dormir de olhos abertos.

Não precisa confessar seu nome verdadeiro à amante, já que ostenta uma identidade falsa para preservar sua segurança. O codinome também afastará todos os embaraços virtuais. As outras não terão acesso ao seu Facebook, não saberão o status de seu relacionamento. Manterá a pose de solteiro e descomprometido.

Não precisa forjar trajetos e necessidades para falar ao telefone (como ir ao mercado, levar o cachorro para passear, comprar cigarros). Tem a liberdade de sussurrar dentro do quarto, na cara de sua esposa, sem ter que explicar quem era.

Pode sair a qualquer hora da noite ou retornar tarde, sob a alegação de que cumpria uma missão especial.

Pode desaparecer durante dias seguidos, justificando que houve mudança de planos.

Pode voltar para casa com perfume feminino no casaco, e explicar que era um disfarce.

Pode até mudar de sexo e jamais ser descoberto.



http://carpinejar.blogspot.com.br/

domingo, 8 de junho de 2014

QUANDO FUGI DE CASA







Arte de August Macke

Durante a infância, quem já não tentou fugir de casa?

Minha fuga aconteceu aos seis anos. Escolhi o fim da tarde para escapar de meus pais. Levei uma malinha. Fico pensando o que tinha dentro dela. Lembro que nada que pudesse me sustentar nos próximos dias. Criança não consegue pensar em mais de dois dias para a frente.

Carregava meu saco de bolitas, um pião, cinco chocolates Bis, um pijama, e uma bola de futebol. Achava que isso seria suficiente para o resto da vida. Não incluí nenhum produto de higiene – como menino, abominava os banhos e as escovadas de dente.

Não me despedi, bati apenas a porta com força. Caminhei 10 quadras para frente e decidi fazer um lanche na praça. Já entendia que fugir de casa cansa e dá fome.

Comi o chocolate imaginando que os pais e irmãos choravam com a minha partida, fariam equipes de busca para me localizar, que receberia cartaz com meu rosto de desaparecido nos postes e finalmente seria famoso.

Transcorreram 10 minutos e eu já estava entediado. Dez minutos para uma criança não fazendo nada equivalem a uma semana. Aguentei uma hora brincando de sonhar a tristeza familiar.

Mas começou a esfriar, a escurecer, latidos e piares estranhos surgiram atrás de mim, não quis arriscar, meus olhos ligaram o farol alto do medo. Com meus passos miúdos e derrotados, retornei ao lar arrastando a mala.

Quando entrei na sala, jurando que seria aclamado entre abraços e lágrimas, constatei que a mãe cozinhava, o pai escrevia, os irmãos assistiam televisão. Todos tranquilos e ocupados com alguma coisa, nem viraram o pescoço para me cumprimentar.

Abandonei a família e ninguém reparou. Ninguém soube. Ninguém desconfiou.

Pretendia chamar atenção e não vingou a estratégia. Qualquer despedida é uma maneira desesperada de ser chamado de volta. Tive que suportar a frustração, a discrição do amor, a falta de importância diante de tanta idealização.

Hoje vejo que coragem não era sair de casa, mas voltar. Não amadureci fugindo, mas ao reconhecer minhas fraquezas e regressar para a residência.

http://carpinejar.blogspot.com.br/2014/05/quando-fugi-de-casa.html

Publicado no jornal Zero Hora
Coluna semanal, p. 6, 20/5/2014
Porto Alegre (RS), Edição N° 17802

domingo, 1 de junho de 2014

Abraço D'alma.







Hoje eu quero falar
Deste sentimento que tenho
Um amor, ou quem sabe paixão.
É algo tão intenso que me sinto abraçada
Pelo amor divino,
Sonho vivo e ando em passos trôpegos, procurando caminhos.
Não sei o que posso encontrar além da curva
Mas quero de alguma forma, poder sentir que nada é em vão.
O tempo que é o senhor da razão nem sempre é conselheiro.
Apaga sentimentos, destrói paixões, afasta amizades.
Senhor... Senhor te rogo...
Dai-me a paz que anseio.
E neste caminho que vivo e compartilho emoções vividas,
 Sou apenas mais um grão, neste imenso deserto.
Que é a vida,


Célia Macedo
 01 de junho de 2014.
Imagem do arquivo pessoal (Celia Macedo) 

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Web Mensagens





"Cada dia é uma soma de batalhas vencidas, etapas 

concluídas,

 promessas alcançadas. 

Algumas lágrimas contidas, outras derramadas"

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Eu te amo no meu silêncio





Eu te amo tanto, tanto
 Tanto que chega a machucar minha alma. 
 Talvez você nunca irá me perdoar por te amar, 
Por tentar de novo. Mas todo esse seu silêncio, 
Deve ser ouvido. 
 Quem eu era tentando te proteger da guerra?
 Quem eu era tentando te proteger de você mesmo? 
 Aqui estou, deixado e sozinho no escuro.  Você pode ter desistido de tudo,
 E ter me deixado para trás.
 Mas nada é imperdoável.


Jean Lacerda
Imagem do arquivo pessoal
Celia Macedo

sexta-feira, 2 de maio de 2014

'Sinônimos''







Confesso que até hoje só conheci dois sinônimos
Perfeitos: “nunca” e “sempre”.

Mario Quintana
In: Na volta da Esquina


http://mario-quintana-rh.blogspot.com.br/

Poemas






Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto
alimentam-se um instante em cada par de mãos
e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...

Mario Quintana
In Esconderijos do Tempo

http://mario-quintana-rh.blogspot.com.br/

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Viver...



  Viver é inventar o seu dia. 
  É desconhecer a arrogância. 
  Exalar pura energia! 
  Fazer poemas de amor. 
  Devolver sorrisos. 
  Acreditar que o bem vence o mal.sempre. 
  Enfeitar o coração com cores! 
  Conquistar amigos e ser sempre leal e fiel. 
  Tranformar dor em alegria. 
  Ser amor de coração. 
  Inspirar justiça. 
  Viver é correr atrás dos sonhos, da inspiração, dos projetos. 
  Buscar o entendimento das coisas. 
  Ser sempre da paz. 
  Orar em agradecimento das dádivas recebidas. 
  Buscar o que te faz bem e aos outros também. 
  Beijar na boca. 
  Amar! 
  Pintar o mundo com as cores que te der na telha. 
  Estar sempre jovem. 
  Viver é. Ser sempre verdadeiro. 
  É constantemente redescobrir as coisas belas da vida
  lembrando que o sorriso é o idioma universal. 
  Ouvir músicas que acalmem a alma. 
  Desacelerar e aproveitar o tempo
  cada pequeno momento de prazer. 
  Lembre-se: o final não existe. 
  Tudo é um eterno recomeço. 
  Viver é simplesmente ver a vida com o coração. 

  Tenham uma linda semana

domingo, 6 de abril de 2014

Frases








“A vaidade é o caminho mais curto para o paraíso da satisfação, porém ela é, ao mesmo tempo, o solo onde a burrice melhor se desenvolve.”
―Augusto Cury


“Se eu puder aliviar o sofrimento de uma vida, ou se conseguir ajudar um passarinho que está fraco a encontrar o ninho... A vida terá valido a pena.”
―Emily Dickinson




O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.”

―Fernando Pessoa


“Com o tempo, você vai percebendo que, para ser feliz, você precisa aprender a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.”
―Mario Quintana


“Uma amizade não se faz pelo o tempo em que ela existe e sim pela sinceridade do sentimento que há nela.”
―Ana Carolina


“Quando penso no passado, no tipo de coisas que me fizeram, sinto-me furioso, mas, mais uma vez, isso é apenas um sentimento. O cérebro sempre domina e diz-me: tens um tempo limitado de estada na Terra e deves tentar usar esse período para transformar o teu país naquilo que desejas.”

Nelson Mandela



“O maior erro que você pode cometer na vida é o de ficar o tempo todo com medo de cometer algum.”
―Elbert Hubbard
Frases - http://kdfrases.com

sábado, 22 de março de 2014

Dia Mundial da Água.






Fios de vida escorrendo, preenchendo, purificando, lavando... correntes de alegria pura, vindas dos céus...esperança em pingos grossos, consolo a se derramar por tudo...
Quem te mede o valor?
Por cifras, jamais!
Mas sim por inocente expressão, absoluta...por risos, danças e pulos!
Satisfeita a alma, hidratado o corpo, e louvado Deus!

Gi Stadnicki. 
Caminho de Luz

sábado, 15 de março de 2014

Eu quero falar de Perdão







Queridos, o Perdão também é sinônimo de Vitória.
E mais: muitas vezes, determinados fatos ou pessoas que passaram pela nossa vida e, de certo modo, semearam feridas profundas, foram - em verdade - instrumentos dos quais a Providência se utilizou para o nosso aprimoramento pessoal.
Só os fracos não conseguem se reerguer após a queda. Só os covardes temem continuar a caminhada, apesar de tudo. Perdoar os erros alheios - e mesmo os próprios erros - é uma forma, senão a principal, de superação. Somos extremamente falíveis para julgar o próximo.
O passado tem que passar, porque a Vida continua.
Guardemos, com carinho, os momentos salutares. As pequenas grandes vitórias do dia a dia. Aquilo que foi, e permanecerá sendo belo dentro de cada um de nós.
O futuro é cheio de surpresas inesperadas e para cada uma delas haverá o momento certo. Ainda não sabemos os motivos que nos levaram a vivenciar este ou aquele percalço.
É preciso continuar vencendo a si mesmo, cotidianamente, sem temor. Viver é isso.



"Quando o Sol bater na janela do teu quarto,
Lembra e vê, que o caminho é um só"
R. Russo

quarta-feira, 12 de março de 2014

Anota aí: Cair na real.








Anota aí para seu futuro menina: 
Desapegar das pessoas, se importar menos, não se abalar por nada nem ninguém, correr atrás daquilo que faça seu coração vibrar, ficar perto de quem te quer bem, correr atrás dos seus sonhos, se amar mais, esquecer tudo aquilo que te faça mal. 
Anota aí: Cair na real.

 Caio F. Abreu



http://meuolharcaleidoscopio.blogspot.com.br/2011/12/cair-na-real.html

sábado, 8 de março de 2014

Aprenda...


















Aprenda a deixar ir, não precisa esquecer, mas, deixe acabar, deixe coisas novas chegarem, saiba esperar por elas e saiba não esperar também. (...) 
De tanto se perder uma hora a gente acerta o caminho. 
(Sean Wilhelm)

sexta-feira, 7 de março de 2014

A COBRA





vale muito a pena ler"
Um mestre do Oriente viu quando uma cobra estava morrendo queimada e decidiu tirá-la do fogo, mas quando o fez, a cobra o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo no fogo e estava se queimando de novo. O mestre tentou tirá-la novamente e novamente a cobra o picou. Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:
— Desculpe-me, mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-la do fogo ela irá picá-lo?
O mestre respondeu:
— A natureza da cobra é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.
Então, com a ajuda de um pedaço de ferro o mestre tirou a cobra do fogo e salvou sua vida.
Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal, não perca sua essência; apenas tome precauções.
Alguns perseguem a felicidade, outros a criam.
Preocupe-se mais com sua consciência do que com a sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam, não é problema nosso... é problema deles.

sábado, 1 de março de 2014

Texto do romance Água Viva






Sou inquieta, áspera
E desesperançada
Embora amor dentro de mim eu tenha
Só que eu não sei usar amor
Às vezes arranha
Feito farpa
Se tanto amor dentro de mim
Eu tenho, mas no entanto
Continuo inquieta
É que eu preciso que o Deus venha
Antes que seja tarde demais
Corro perigo
Como toda pessoa que vive
E a única coisa que me espera
É exatamente o inesperado
Mas eu sei
Que vou ter paz antes da morte
Que eu vou experimentar um dia
O delicado da vida
Vou aprender
Como se come e vive
O gosto da comida




Cazuza e Frejat musicaram esse texto, o intitularam "Que o Deus venha" e presentiaram Cássia Eller para interpretá-la.
Pois é, hoje misturando literatura, música.. Tudo numa coisa só =)
Cazuza se identificava muito com Clarice(e quem não?), era um grande 'fã'.. Ela odiaria esse termo! Hehehehe..
Bem, algumas informações no livro: Cássia Eller, Canção na voz de fogo. E quem quiser essa música é só deixar seu email nos comentários.

Vamo de Clarice mais um pouquinho? Sempre!
"Só no ato do amor – pela límpida abstração de estrela do que se sente – capta-se a incógnita do instante que é duramente cristalina e vibrante no ar e a vida é esse instante incontável, maior que o acontecimento em si."
Do romance 'Água Viva'. Quem quiser ler uns trechinhos desse livro: http://www.culturabrasil.org/clarice.htm

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Boa Semana












A beleza da vida está na essência de ser.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Palavreando






"A felicidade é a única coisa que podemos dar sem possuir."

"Vencedor é aquele que acredita em si próprio em sua capacidade de superar obstáculos."

"Tudo que nos irrita nos outros pode nos levar a um entendimento de nós mesmos."

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Saudade...



Saudade... elo sagrado que imortaliza em nossa alma tudo de bom que tivemos a honra de viver...muito além da dor, um presente de Deus. Nela, esquecidas são as possíveis falhas, e cada dia mais nítido e curativo, o amor que jamais se vai...
Abençoado seja o tempo que fomos felizes ao lado de quem se foi...e que sejamos consolados...pois há o tempo da falta, mas chegará, um dia, o tempo do reencontro.
Dor alguma é eterna...
Eterno só o amor.

Gi Stadnicki.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Depois de tanto tempo ..







Nosso amor começou cedo
E a chama não se apagou
Quem não ama porque tem medo
Quem disse que o amor não dura, se enganou.

Dizem que com o tempo o amor esfria 
Que é impossível durar pra sempre, não sei...
Eu olho no fundo dos seus olhos todo dia
E vejo o menino por quem me apaixonei

Cada dia que passa eu sinto que te amo mais do que amava
Com o tempo, amar se torna mais que entender
Às vezes, não preciso dizer uma palavra
Para que você saiba exatamente o que eu quero dizer.

Me perguntam como saber se é seguro
Se não estou me iludindo e vou me machucar
Não há sequer um dia em que eu não pense em você no meu futuro
Amor não duvida, amor só quer amar.

[Mariana Siqueira]


http://o-amor-em-poesia.blogspot.com.br/

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Evolução






Fui rocha em tempo, e fui no mundo antigo  tronco ou ramo na incógnita floresta...  Onda, espumei, quebrando-me na aresta  Do granito, antiquíssimo inimigo...   Rugi, fera talvez, buscando abrigo  Na caverna que ensombra urze e giesta;  O, monstro primitivo, ergui a testa  No limoso paúl, glauco pascigo... 
  Hoje sou homem, e na sombra enorme .
 Vejo, a meus pés, a escada multiforme,  Que desce, em espirais, da imensidade...   Interrogo o infinito e às vezes choro... 
 Mas estendendo as mãos no vácuo, adoro .
 E aspiro unicamente à liberdade.



Antero de Quental



Fragmentos de uma paixão
Pedaços esfacelados de um coração dolorido e sofridos
pela magoa tristeza e dor.
Eis um coração que anseia pelo amor de uma grande
paixão.
Queria que meu coração não tivesse passado por tantas coisas no
inteirar da vida.
Que meu coração soubesse a verdadeira dimensão do que é
amar e ser amada.
Queria que fosse outra visão de vida, sem magoas sofrida
sem ausência de beijos carinhos e chamegos.
Que na procura da alma gêmea só
tivesse dois corações.
Com desejo e forças para viver.
Que o passado não interviesse no nosso cotidiano.
E que as lagrimas que desceram de nossos olhos
tenham sido gotas de esperança e saudade.
Apenas isto!
Que a esperança do amor não vivido brote em nossos corações. Em forma de paixão.
Queria outra vida.
Em outro tempo.
Sem vestígios de amargura sem sofrimentos e dor.
Só...
O Amor.
Que o tempo passado aniquilasse todas as reservas de solidão. Seja apenas o tempo de viver e amar.
O tempo vida é o tempo de amor.
O seu e o meu tempo da felicidade!


Mary Cely: Celia Macedo
9/04/2010.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails