Direitos de Imagem

Direitos de Imagem
"Imagens do blog origem google)

sábado, 1 de março de 2014

Texto do romance Água Viva






Sou inquieta, áspera
E desesperançada
Embora amor dentro de mim eu tenha
Só que eu não sei usar amor
Às vezes arranha
Feito farpa
Se tanto amor dentro de mim
Eu tenho, mas no entanto
Continuo inquieta
É que eu preciso que o Deus venha
Antes que seja tarde demais
Corro perigo
Como toda pessoa que vive
E a única coisa que me espera
É exatamente o inesperado
Mas eu sei
Que vou ter paz antes da morte
Que eu vou experimentar um dia
O delicado da vida
Vou aprender
Como se come e vive
O gosto da comida




Cazuza e Frejat musicaram esse texto, o intitularam "Que o Deus venha" e presentiaram Cássia Eller para interpretá-la.
Pois é, hoje misturando literatura, música.. Tudo numa coisa só =)
Cazuza se identificava muito com Clarice(e quem não?), era um grande 'fã'.. Ela odiaria esse termo! Hehehehe..
Bem, algumas informações no livro: Cássia Eller, Canção na voz de fogo. E quem quiser essa música é só deixar seu email nos comentários.

Vamo de Clarice mais um pouquinho? Sempre!
"Só no ato do amor – pela límpida abstração de estrela do que se sente – capta-se a incógnita do instante que é duramente cristalina e vibrante no ar e a vida é esse instante incontável, maior que o acontecimento em si."
Do romance 'Água Viva'. Quem quiser ler uns trechinhos desse livro: http://www.culturabrasil.org/clarice.htm

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Saudades






Fragmentos de uma paixão
Pedaços esfacelados de um coração dolorido e sofridos
pela magoa tristeza e dor.
Eis um coração que anseia pelo amor de uma grande
paixão.
Queria que meu coração não tivesse passado por tantas coisas no
inteirar da vida.
Que meu coração soubesse a verdadeira dimensão do que é
amar e ser amada.
Queria que fosse outra visão de vida, sem magoas sofrida
sem ausência de beijos carinhos e chamegos.
Que na procura da alma gêmea só
tivesse dois corações.
Com desejo e forças para viver.
Que o passado não interviesse no nosso cotidiano.
E que as lagrimas que desceram de nossos olhos
tenham sido gotas de esperança e saudade.
Apenas isto!
Que a esperança do amor não vivido brote em nossos corações. Em forma de paixão.
Queria outra vida.
Em outro tempo.
Sem vestígios de amargura sem sofrimentos e dor.
Só...
O Amor.
Que o tempo passado aniquilasse todas as reservas de solidão. Seja apenas o tempo de viver e amar.
O tempo vida é o tempo de amor.
O seu e o meu tempo da felicidade!


Mary Cely: Celia Macedo
9/04/2010.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails